QUATRO REFLEXÕES PARA A MUDANÇA SEGUNDO MASLOW

Psicólogo americano de grande destaque entre Administradores em função de suas teses relativas às necessidades humanas, Abraham Maslow sempre defendeu que o homem é motivado em função de suas necessidades, as quais se manifestam em graus de importância, onde as fisiológicas são as consideradas necessidades iniciais e as de realização pessoal são as necessidades finais.
Outrossim,  afirma que cada necessidade humana exerce influência sobre a motivação e a realização do indivíduo, o fazendo prosseguir para o atendimento de outras necessidades, evidenciando uma pirâmide hierárquica, conforme abaixo exemplificado.
 
Imagem disponível em http://flaviohorita.com

Analisando os conceitos e teorias defendidas por Maslow, desde logo constatamos que seu conhecimento sobre as necessidades humanas vão muito além de sua famosa pirâmide, pois suas afirmativas nos descortinam o rico universo da natureza humana, abundante em informações sobre como se sentem e agem as pessoas, levando-nos à compreensão sobre como reagem nossas equipes de trabalho diante dos fatos cotidianos.

“O que é necessário para mudar uma pessoa é mudar sua consciência de si mesma.”
Processos de mudança necessitam partir de um movimento interno deflagrado pela consciência acerca de nós mesmos. Somente trazendo à luz nossas potencialidades e fraquezas poderemos  iniciar um processo de transformação verdadeiro.  Então, se como gestores pretendemos fomentar mudanças em nossas equipes de trabalho, precisamos estimular nossos colaboradores a refletir sobre si mesmos e sobre seus paradigmas, pois somente à partir do autoconhecimento torna-se possível almejar o novo.
“Se a única ferramenta que você tem é um martelo, tudo começa a parecer com um prego.”
Na vida pessoal como na vida profissional não podemos nos aprisionar em soluções únicas, em modelos intocáveis.  Precisamos ter flexibilidade para adaptar diariamente nossos paradigmas de acordo com as necessidades que se apresentem, pois não existe um único modo de pensar e agir.
Modelos rígidos não combinam com equipes de sucesso, pois a cada dia o dinamismo da vida impõe novos desafios, nos impelindo à busca de novas soluções, exigindo o pensamento “fora da caixinha”.
A rigidez dos paradigmas é receita de fracasso e, se você quer ver transformada sua equipe de trabalho e seus resultados, abra seu pensamento, abandone suas certezas, seus métodos e arrisque-se no desconhecido, fora de sua zona de conforto.  Os resultados serão surpreendentes.

“O homem criativo não é um homem comum ao qual se acrescentou algo. O homem criativo é o homem comum do qual nada se tirou.”
A criatividade não é somente um dom, mas uma entrega.  Criatividade pressupõe liberdade para viver e criar o novo e se em seu ambiente de trabalho prepondera a rigidez de métodos, não há como esperar que apareçam soluções criativas.
Um ambiente mais flexível, onde as novas  ideias são atentamente ouvidas e consideradas, sem preconceitos, as mudanças acontecem com mais facilidade, transformando os resultados e potencializando a autoestima da equipe. 
E nem sempre a criatividade consiste em grandes ideias, mas de pequenas transformações nos métodos e paradigmas, repercutindo no processo produtivo como um todo gerando  confiança e comprometimento de todos.
“Há sempre a escolha entre voltar atrás para a segurança ou seguir em frente para o crescimento. O crescimento deve ser escolhido uma, duas, três e infinitas vezes; o medo deve ser superado uma, duas, três e infinitas vezes.”
Segundo Maslow, os processos de mudança não são estanques.  Ao contrário, acontecem por toda a vida, sendo certo que sempre teremos a escolha e a oportunidade  de seguir em frente ou voltar para nossa zona de conforto.  Diariamente precisaremos fazer escolhas derrotando nossos medos e crescendo mais um pouco, pois inexiste um método único e definitivo que possa satisfazer para sempre nossas questões, pois trata-se de processo dinâmico que se renova diariamente.

Eu concordo muito com as teorias de Maslow e as vejo diariamente aplicáveis em meu “metro quadrado”, seja na minha vida pessoal ou profissional.  E você, o que acha?

Sugiro que amplie sua forma de olhar e sentir.  Em suas escolhas considere a mensagem de Maslow e  surpreenda-se com os resultados.

Abraços e até a próxima!
 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s