O QUE É RESILIÊNCIA?

 
Observando equipes de trabalho eficazes observamos a presença de diversas atitudes proativas responsáveis pelo meio ambiente corporativo saudável e pela potencialização de seus resultados, dentre essas, a resiliência, a qual se traduz na capacidade do indivíduo em lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas.  É a atitude positiva frente às diversidades.
 
A simples análise do conceito já evidencia a grandiosidade do tema, pois diariamente somos confrontados em nossa vida particular e na corporativa com situações de pressão e metas a serem cumpridas, muitas vezes em prazos exíguos e em plena carência de recursos, criando um clima de ansiedade e tensão.
 
A capacidade de suportar essas dificuldades adotando atitudes positivas, buscando soluções objetivas sem perder o foco e a saúde, evidencia a presença de alguns pilares da resiliência, a seguir lançados para reflexão: AUTOESTIMA, CRIATIVIDADE, COOPERAÇÃO, AUTONOMIA E BOM HUMOR.

A autoestima é a principal ferramenta de que dispõe o ser humano para enfrentar os desafios diários, consubstanciando-se em um verdadeiro aparato de defesa emocional influenciando diretamente na maneira como nos relacionamos com o mundo que nos cerca.

 
O grande filósofo grego Aristóteles já afirmava que a esperança e o entusiasmo, juntos, formam a centelha da autoconfiança.  Atualmente estudos científicos comprovam que a autoestima pode ser transformada pelo indivíduo à partir do questionamento de suas crenças sobre si próprio e sobre o mundo, superando imagem distorcida e negativa de si mesmo.
 
É preciso refletir constantemente sobre nossas próprias capacidades e objetivos, buscando adequar nossos métodos, transformando nossos resultados, pois são os pensamentos e as atitudes que nós mesmos nutrimos e não os eventos externos que moldam nossos sentimentos.
 
A criatividade se insere na necessidade de se reinventar e reinventar o mundo, aqui incluída a atualização de paradigmas e a melhoria contínua de nossos métodos de trabalho. Traduzindo,   a criatividade no trabalho decorre de um olhar curioso e permanente sobre nossos modelos, ousando pensar e agir fora “do quadrado”, buscando novas formas de fazer frente aos desafios que se impõem diariamente.
 
Cooperação e compartilhamento são estratégias de união e envolvimento sinérgico nas equipes.  Levar à reflexão sobre a importância e os benefícios dessa forma de disseminar o conhecimento em nossas Unidades, gera comprometimento, amplia os resultados e o nível de felicidade e bem estar, pois aqui não existe isolamento ou individualismo.
 
A autonomia é um empoderamento de cada membro da equipe, de acordo com seu desenvolvimento e habilidades, permitindo a cada um definir como realizará suas atividades sem perder de vista as metas da Unidade e da instituição/Organização.  Menos centralização, mais delegação. É uma das formas de reconhecimento eficazes.
 
Finalizando essa pequena reflexão sobre os pilares da resiliência, elencamos o bom humor,  que nada mais é do que a capacidade de enfrentar positivamente os entraves do dia-dia, tornando o meio ambiente corporativo leve e saudável.
 
Cuidando dos pilares aqui sugeridos certamente veremos surgir a capacidade de resistência e a flexibilidade que farão toda a diferença em nossas Unidades, aumentando a confiança dos membros de nossas equipes para lidar com os contratempos, criando novos paradigmas de superação e de felicidade no trabalho.
 
Carpe diem!
 
Abcs e até a próxima!                 

 
 
 
 
 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s