COMO GERAR ENGAJAMENTO NAS EQUIPES

Segundo Patrick Lencioni, em sua obra “Os Cinco Desafios das Equipes” Ed. Sextante, diversos desafios estão diante da liderança que minam o trabalho em grupo e, de forma especial, a necessidade de engajar os integrantes da equipe em torno de propósitos, objetivos e metas.  Analisando unidades organizacionais onde há relatos sobre dispersão, baixa adesão e falta de motivação observa-se, desde logo, a existência de algumas características comuns:

FALTA DE CONFIANÇA
Ambientes nos quais as relações não estão estruturadas em bases de lealdade, sinceridade e transparência, as pessoas tendem a não assumir sua vulnerabilidade, adotando posturas de negação ou de dissimulação, fato que impede o compartilhamento, o aprimoramento e a superação de gaps de desempenho.  Neste sentido, a liderança precisa estimular relações de proximidade e transparência e respeito, através das quais cada um possa expressar suas dificuldades e encontrar apoio para superá-las.
MEDO DOS CONFLITOS
A falta de confiança impede a troca de informações e a aprendizagem coletiva.  Quando cada um oculta suas dificuldades não se travam relações verdadeiras, inviabilizando a troca de conhecimentos e habilidades e o desenvolvimento individual e coletivo, evitando-se o conflito por medo de enfrentá-lo.  Nesse contexto, as divergências de pensamento que em muito enriqueceriam a todos são evitadas, eis que sequer são expostas.
Os conflitos em si não devem ser considerados negativos.  A divergência enriquece o debate.   Do conflito de ideias novos paradigmas surgem a iluminar o caminho e a desencadear as mudanças necessárias à nossa evolução.
FALTA DE COMPROMETIMENTO
O trabalho a ser desenvolvido precisa possuir significado para cada um dos membros da equipe, sob pena de inexistir uma visão coletiva.   É preciso buscar alinhamento na visão, através da qual os membros irão confiar uns nos outros e realizar discussões produtivas, e o comprometimento será obtido.  Quando todos estiverem efetivamente comprometidos com a visão comum, os resultados serão atingidos de forma coletiva, sem ilhas de excelência, mas como resultado da união de habilidades e esforços.
EVITAR RESPONSABILIZAR OS OUTROS
É preciso que cada um entenda seu papel na dinâmica da equipe e que possa se sentir capaz de contribuir com o melhor de suas potencialidades sem medo de errar.  Os erros acontecem e fazem parte do processo.  Cada um deve assumir a sua responsabilidade na busca das metas institucionais. E pelos erros que porventura venha a acontecer.
FALTA DE ATENÇÃO AOS RESULTADOS
A evidência da excelência na gestão se traduz também nos resultados alcançados.  Se existe comprometimento na equipe e a liderança cumpre seu papel, o atingimento das metas estabelecidas serão realidade.  Por isso é muito importante ter atenção aos resultados.  É preciso estabelecer as metas e buscar o comprometimento de toda a equipe em torno das mesmas.  Acompanhar o desempenho ao longo do período, aferindo e corrigindo o que for necessário.

Como liderança ou colaborador, faça sua parte. Estabeleça uma relação de confiança com os demais integrantes da equipe; Encare o conflito e busque o desenvolvimento de novas ideias; Estimule o comprometimento de todos com as tarefas individuais, assim como as metas coletivas, sempre dentro da perspectiva da unidade de propósitos.  Defina responsabilidades, foque nos resultados e não se esqueça de celebrar.  
Lembre-se que em uma equipe feliz a produtividade é muito superior, emquantidade e qualidade.
Abraços e até a próxima!


Uma resposta em “COMO GERAR ENGAJAMENTO NAS EQUIPES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s