7 ATITUDES PARA GERAR MOTIVAÇÃO NA EQUIPE

Conheça as 7 atitudes do líder para gerar motivação na SUA equipe com ações DIÁRIAS DE ALTO IMPACTO

Para trabalhar a motivação de sua equipe é preciso considerar diversos fatores, tais como: habilidades, dificuldades e, interesses pessoais, Várias são as reflexões sobre o tema, mas as 7 principais atitudes que encontramos nos apontam para a necessidade de entender as verdadeiras motivações pessoais de cada indivíduo e de que forma o estilo de liderança pode vir a influenciá-las.

Dentre muitas outras, vamos elencar 7 dessas atitudes simples e poderosas, capazes de produzir clima organizacional saudável e fomentar motivação nas equipes de trabalho:

COMPARTILHE A VISÃO: para gerar motivação na equipe é preciso que todos os seus integrantes compreendam e adiram à visão do todo, percebendo de que forma se inserem e contribuem para o atingimento das metas. Trata-se da capacidade de unir habilidades, compartilhar princípios, valores e metas, estimular habilidades coletivas e construir resultados que façam sentido para todos.

IDENTIFIQUE HABILIDADES: o líder precisa conhecer os membros da sua equipe e,especialmente, suas habilidades e dificuldades. O mapeamento das habilidades disponíveis permitirá um planejamento melhor e uma delegação mais acertada. O conhecimento sobre as dificuldades experimentadas pelos parceiros de equipe poderão balizar as ações de capacitação e de desenvolvimento. Desconhecer essa diversidade existente ensejará desmotivação e baixa autoestima.

ESTIMULE CONEXÕES: o trabalho de uma equipe de excelência é precedido de comunhão de saberes e de valores. Estimular as conexões e os compartilhamentos entre todos de forma a evitar as “ilhas” de conhecimento e permitir que cada um se aproprie do mesmo, melhora o desempenho individual e coletivo, transformando os resultados institucionais.

LEGITIME AS METAS: Quais os resultados almejados, em que período, quanto, como? Todos os membros da equipe precisam conhecer os objetivos que serão buscados coletivamente e as metas definidas precisam fazer sentido para cada um. As metas impostas pesam negativamente muito mais, pois não são capazes de gerar comprometimento.

IMPLANTE A CULTURA DO FEEDBACK: conhecer as metas, receber informações suficientes sobre o que deve ser feito, em que prazo e saber se está atingindo as expectativas da unidade organizacional é um direito dos liderados e um dever dos líderes. Quando um membro da equipe recebe um feedback de melhoria, tem a oportunidade de rever suas práticas e potencializar seu desempenho, gerando sensação de justiça e senso de pertencimento. Ao contrário, a ausência de feedback gera insegurança e alienação, contribuindo para o baixo desempenho e para o adoecimento dos membros da equipe..

RECONHEÇA A CONTRIBUIÇÃO DE CADA UM: Não importa a qualificação do parceiro de equipe, o nível de complexidade do trabalho, todas as contribuições precisam ser reconhecidas e valorizadas. O cumprimento das metas somente se realiza com a contribuição individual de cada um dos membros da equipe, seja ela simples ou elaborada. Não existem tarefas irrelevantes: todas contribuem para a consecução dos objetivos da unidade organizacional.

ESTIMULE O DESENVOLVIMENTO PERMANENTE: o compromisso com o aperfeiçoamento constante tem o condão de fazer surgir as Comunidades que Aprendem: equipes, organizações, as quais, ao longo do tempo, aprendem a aprender e se colocam em permanente construção de novos paradigmas de qualidade e produtividade. Tudo pode ser melhorado. É preciso manter o espírito aberto à novos saberes e permitir a evolução constante dos produtos e serviços que entregamos à sociedade.

Saber como fomentar a motivação na equipe deve ser uma prioridade para todo líder. Conhecer as atitudes capazes de revolucionar a contribuição individual para o atingimento das metas coletivas e de que forma essas atitudes impactam a motivação é essencial para o sucesso da gestão.

QUAL O TEMPO DA SEMENTE?

Em um mundo VUCA, onde a a pressa e as urgências dão o tom, passamos a atropelar nossos processos de maturação e aprimoramento, ignorando o fato de que os resultados que tanto almejamos não poderão prescindir de tempo e investimento. Dia após dia será preciso regar e proteger do vento a semente, para que após atravessar seu processo de amadurecimento se transforme em flor.

Como acontece na natureza, assim também o processo de aquisição de novas habilidades e competências demanda tempo e investimento. Não é possível construir novas realidades se não nos dispusermos a investir esforços e esperar o tempo para que tal aconteça. Nesse sentido, para novas ideias encontrem seu espaço, é preciso resistir, aguardar e persistir acreditando até que se concretize.

Existe uma lógica em tudo isso. Nossas velhas certezas precisam se tempo para que novos paradigmas surjam. O tempo de espera é aquele em que despertamos para os detalhes e criamos uma nova visão do todo. É o tempo de entendermos que o dinamismo da vida torna ultrapassadas nossas crenças e é preciso construir novas estratégias.

É preciso resistir à pressa. Resistir à urgência. Resistir à incredulidade. Nossas sementes germinarão no tempo delas e serão incríveis para quem compreender a razão do espaço entre a semente e a flor.